• 61-41033832 (Fixo) 61-98414-0367 (oi) 98303-8858 (tim)
  • cadastro@1000amores.com.br

    Reportagem no Correio Brasiliense

     

    Caçadores de Romance
    Saiba como escolher a agência de namoro e conheça as regras para se inscrever em uma delas.

    Naiobe Quelem
    Da equipe do Correio Braziliense

    Namorado é a mais difícil das conquistas, já dizia o velho e sábio poeta Carlos Drummond de Andrade: ‘‘...Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas namorado, mesmo, é muito difícil’’.

    Cientes dessa dificuldade, muitos já não hesitam em pedir ajuda a quem entende do assunto: uma espécie de cupido moderno. Ao invés de flechas com poções mágicas de amor, telefone e computador. Essas são as ferramentas básicas das agências de namoro, especializadas em encontrar o companheiro(a) ideal. ‘‘A agência funciona como uma espécie de banco de dados. O cliente responde um questionário com características pessoais e informa o perfil da outra pessoa que deseja conhecer. Aí fazemos um cruzamento das exigências e, se houver uma afinidade de interesses, apresentamos um ao outro’’, explica o proprietário da Agência 1000 Amores, Victor.

    Para se cadastrar é preciso pagar uma taxa. Não é necessário apresentar fotografias. Toda a transação é feita por telefone, com garantia do mais absoluto sigilo. O nome do cliente entra para o banco de dados após depósito do valor em conta bancária do proprietário e permanece disponibilizado no sistema durante o tempo cadastrado, sem limite máximo de apresentação. Para retirar o nome, basta pedir.

    As agências liberais cadastram homens, mulheres e abrem exceções para casais — swing (troca de casais), GLS e não limitam o número de apresentações a cada vez só não cadastram menores.

    Conforme o dono da Agência 1000 Amores, cerca de 30% dos cadastrados têm curso superior e 90% possuem estabilidade financeira (pertencem à classe média e alta).

    As localidades campeãs em número de inscrições são Asa Norte, Asa Sul, Sudoeste, Cruzeiro, Guará, Taguatinga, Lagos Norte e Sul. Entre 23 e 38 anos, a quantidade de homens e mulheres cadastrados é equilibrada. Depois dos 45, as mulheres predominam, totalizando cerca de 70% dos cadastros dessa faixa etária.

    Em geral, as mulheres são mais criteriosas que os homens. Preferem companheiros altos, malhados, com curso superior e estabilidade financeira. Os homens também dão preferência a mulheres independentes e com o 3º grau. Há também outros fatores que orientam a escolha, como vícios, religião e até automóvel. No entanto, antes de contratar este tipo de serviço, o cliente deve estar ciente de que o cadastro não garante um namorado e que o resultado final vai depender exclusivamente da interação entre o casal. ‘‘A agência apenas seleciona uma pessoa que se enquadre no perfil. Isso não significa que o relacionamento vai dar certo. Às vezes, o convívio mostra que é melhor levar apenas uma amizade’’, diz a professora Juliana (nome fictício), 34 anos, que há dois meses fez cadastro em uma agência.

    O funcionário público Mauro de Oliveira (nome fictício), 46 anos, não tem do que reclamar. Há quase dois anos, procurou a Agência 1000 Amores e encontrou a pessoa desejada em dois meses. ‘‘Estamos casados há um ano e sete meses. Agora, só falta oficializar’’, comemora.

    COMO FAZER - DICAS

    - Para sua segurança, marque o primeiro encontro em local público. De preferência, um almoço. Nada de cinema ou boate. O ambiente não é propício para um bate-papo.

    - Ao primeiro encontro, não deixe que ele lhe pegue em casa. É preferível encontrá-lo no local marcado

    - Fique de olho: homens casados geralmente marcam encontros em dias de semana, antes das 20h, e não fornecem o telefone da casa nem do trabalho.

    QUEM PODE SE INSCREVER

    Agências de namoro liberais — Maiores de 21 anos, casais, solteiros e gays, lésbicas e simpatizantes (GLS).

    O QUE É PRECISO

    Preencher um questionários com dados pessoais, como idade, estado civil, religião, endereço, telefone, escolaridade, profissão, cargo que ocupa, fonte de renda, se tem filhos, descrição física, temperamento, hobby, esporte etc. Informar perfil do pessoa desejada: idade, religião, profissão, escolaridade, se tem filhos e foi casado, cor da pele, se autoriza fornecer o número do telefone para o rapaz ou moça interessado · Pagar taxa, que varia de R$ 100 a R$ 600